DIVISÃO HUMANA

SERVIÇO DE MEDICINA DE ASSISTÊNCIA PERSONALIZADO BASEADO NO GENOMA HUMANO

Que Oferecemos

Aplicamos os conhecimentos do Genoma Humano Completo à Medicina de Cuidados de Saúde Personalizados, disponibilizando às pessoas as mais avançadas tecnologias em Sequência de ADN e Análise Bioinformática, num contexto de Serviço de Excelência em Aconselhamento Genético visando a promoção da saúde individual de forma contínua, com rigor e respeito pelo código médico-deontológico.

COMO FUNCIONA

Entre em contato conosco por telefone e indicaremos uma consulta com um de nossos especialistas em Aconselhamento Genético.

O médico especialista nos enviará uma amostra de saliva acompanhada da prescrição médica, do consentimento informado e do seu histórico médico.

Os Laboratórios Larrasa entregarão o seu relatório genético ao médico e ele o receberá em consulta para aconselhá-lo com base no relatório genético a fim de promover sua saúde.

Os Laboratórios Larrasa entregarão a Sequência Completa do seu Genoma em formato informatizado.

Que fazemos

Prestamos um Serviço de Excelência em Medicina Assistencial focado na PESSOA como ÚNICA e IRREPITÁVEL para promover a sua SAÚDE desde o primeiro dia de vida e de forma permanente.

Como fazemos

Dispomos da mais avançada tecnologia em Sequenciamento Massivo de Genoma Inteiro, sendo o primeiro Laboratório do Sul da Europa. Aplicamos a Análise Bioinformática de Genomas Completos, integrando- a com a história clínica da PESSOA para oferecer ao Médico a informação biológica mais precisa e exaustiva, facilitando a tomada de decisões a qualquer momento.

Para que serve

  • Promova a SUA SAÚDE de forma ativa e não “reativa” quando os primeiros sintomas já apareceram.
  • Evitar/reduzir a “tentativa e erro” nas prescrições médicas.
  • Reduzir a frequência e magnitude das reações adversas a medicamentos.
  • Estabelecer tratamentos mais precisos, eficazes e rápidos.

COMITÊ CIENTÍFICO

Dr. Pablo Daniel Lapunzina

O Dr. Lapunzina é graduado em Medicina e Cirurgia pela Universidade de Buenos Aires (1989).

Completou o MIR de pediatria no Hospital Infantil de Buenos Aires (1990-1993), sendo posteriormente Chefe de Residentes.

Em 1995 concluiu o mestrado em genética molecular e a especialidade de medicina embrio-fetal. Em 2008 obteve o doutorado na Universidade de Buenos Aires.

Trabalhou como médico geneticista nesse Hospital durante os anos de 1995-2000 e depois começou em 2001 no Hospital Universitário de La Paz também como médico geneticista.

Atualmente é coordenador do Instituto de Genética Médica e Molecular (INGEMM) do Hospital Universitário de La Paz e Diretor Científico da CIBERER.

Ele é autor e co-autor de mais de 180 artigos, 23 capítulos e 5 livros. Seu trabalho se concentrou em distúrbios genômicos, síndromes de supercrescimento, síndromes de falha de crescimento e síndromes de distúrbio de imprinting.

Juntamente com seu grupo de pesquisa, o Dr. Lapunzina descreveu várias novas doenças e síndromes (associação CLAPO, síndrome de microdeleção 8q21.1, nova síndrome de supercrescimento, osteogênese imperfeita, etc.) genes.

Professor de Pediatria e Chefe do Serviço de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade da Extremadura e do Serviço de Pediatria do Hospital Universitário de Badajoz. Neste último Centro de Saúde trabalha na Consulta de Genética Clínica. É Diretor do Departamento de Ciências Biomédicas da Universidade da Extremadura.

É um prêmio extraordinário para um diploma de bacharel e um prêmio extraordinário para um doutorado. Fez a sua formação especializada no Hospital Materno-Infantil de Badajoz e em Genética Clínica no Hospital Clinic i Provincial de Barcelona e na University of South Florida (EUA).

Escreveu mais de 120 artigos em revistas científicas, 45 deles em revistas internacionais de alto impacto, e mais de 40 capítulos de livros. É autor de vários livros sobre genética clínica. Tem 4 sessões de investigação reconhecidas pela ANECA.
Ele é o Prêmio Autônomo Nacional FEDER 2012 e o Prêmio FEDER 2018 com o SEDER.

Ele é membro do Comitê Consultivo da Federação. Foi Presidente da Sociedade Espanhola de Genética Clínica, Membro das Sociedades de Genética Clínica e da Associação Espanhola de Pediatria, e outras sociedades científicas. É Presidente da Sociedade Extremadura de Doenças Raras-SEDER.

Dra. Encarna Guillén

Encarna Guillén é membro do Comitê de Avaliação Científica da Dravet Syndrome Foundation.

Doutor em Medicina, Programa de Saúde Pública e Medicina Preventiva (Universidade de Múrcia). Especialista em Pediatria (HCUVA). Fellowship em Genética Clínica (New York University Medical Center).

Chefe da Seção de Genética Médica do Hospital Clínico Universitário Virgen de la Arrixaca, em Múrcia.

Professor da Universidade de Múrcia (Diretor credenciado pela ANECA).

Liderou e participou em inúmeros projetos de investigação e dirigiu várias teses de doutoramento. Autor de mais de uma centena de publicações, na sua maioria internacionais, na área da genómica e das doenças raras.

Ex-presidente da Sociedade Espanhola de Genética Clínica e Dismorfologia (atualmente membro do conselho de administração). Membro da Sociedade Europeia de Genética Humana e das Associações Espanholas de Pediatria e Erros Inatos do Metabolismo.

Presidente da Associação Espanhola de Genética Humana.

Membro do comitê de especialistas da Federação Espanhola de Doenças Raras (FEDER) e do comitê consultivo de outras associações nacionais de pacientes (CRECER, AADE, D’Genes e AELIP). Ele foi membro do Grupo Consultivo do projeto europeu INNOVCare (Projeto inovador focado no paciente para a prestação de assistência social a condições complexas), um projeto europeu de 3 anos, que visava colmatar a lacuna na coordenação entre médicos, serviços sociais e apoio a nível europeu.

Recebeu, entre outros, o prêmio FAMDIF/COCEMFE pelo compromisso social com pessoas com deficiência física e orgânica e o Prêmio Nacional FEDER.

Ex-Ministro da Saúde da Região de Múrcia (2015-2017).

Desde 2018 é membro do Comitê Espanhol de Bioética.

CONTATE-NOS